quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Princípios automáticos (estima, exigência, análise e correção)




Saudações...

Mais um dia de estrada...

Iremos continuar com os princípios de um homem de valor e desta feita irei introduzir-vos quadro conceitos muito importantes para o comportamento de qualquer homem que se pause como de valor ou almeja o mesmo na sua vida.

Auto estima, auto exigência, auto análise e auto correcção. 


Todo homem de princípios deve primar por estes comportamentos, pelo facto de funcionarem como índices automáticos de desenvolvimento pessoal. É a forma como tu olhas para si e as atitudes que tomas para contigo. É olhar-se para o espelho e conseguir extrair um universo de qualidades, bem como subtrair a mesma proporção em defeitos para nelas trabalhar para aprimorar, bem como lapidar aquilo que não é saudável para a nossa evolução positiva. 



Diferente do egocentrismo, a Auto estima é exaltar as suas qualidades e ver proveito nos seus defeitos, mesmo quando estás sozinho nisto. Independentemente do que as pessoas acham ou pensam, a auto estima traz a aceitação e apreciação bem como a valorização do que é nosso. Por mais que a ideia do alheio tenha peso, a auto estima leva-nos a olhar para a nossa ideia e as nossas atitudes sempre em primeiro plano. É um depósito de crédito e valor sobre a nossa personalidade e as nossas capacidades.


Uma boa auto estima evita a depressão e conserva a integridade de qualquer indivíduo. Quem se estima, se acha importante por tão pouco que tenha ou faça pela sociedade. Pois há quem na tem e nem faz nada por algo ou por alguém. 


Por outro lado, a Auto Exigência passa pela forma como o indivíduo espera de si sobre a conclusão de desafios ou tarefas que lhe são confiadas por terceiros ou por si próprio. O senso de fazer o melhor ou dar o seu melhor sempre mesmo quando da mais simples actividade se tratar. Quem exige dos outros em uma proporção, deve exigir de si em uma outra proporção maior. 



A Auto Análise tem como fundamento a compreensão e conclusão relativas as nossas atitudes, ideias, comportamentos virados para nós ou voltados para os outros. Consiste em parar e pensar sobre o que temos feito a todo tempo e daí avaliar sobre o bem e o mal, o correcto e o errado, o insuficiente e o suficiente para posteriormente se chegar a conclusões sólidas, alvos de correcção ou aprimoramento que visam um melhoramento na nossa forma de ser perante a sociedade. 



Por fim a Auto Correcção que é a porta de saída após os pontos acima. O indivíduo deve comprometer-se consigo e tomar atitudes que visam o seu melhoramento. Deve haver a coragem de dizer "Daqui em diante não será assim e passará a ser assim".  Para cada lápis que escreve uma trajectória, deve haver sempre uma borracha disposta a apagar os erros ou submete-los a correcção...


Mudar de guarda fato é caro mas chega a ser muito mais simples do que mudar de comportamento. Logo, se quiseres ser um homem de princípios, podes não empreender valores materiais mas terás que abdicar de várias barreiras psicológicas e adquirir valores morais que te capacitam a ser uma pessoa melhor.



"Busque no lugar certo pelas coisas desejadas e o resultado lhe será dado em acréscimos".

Por: Emerson JC Lourenço AKA Daltton


Em: O Homem de Princípios

Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue