quinta-feira, 10 de setembro de 2015

A criatividade buscando oportunidades

Olá Amados Leitores e amigos do conhecimento...

Dando sequência ao Livro sobre o homem de princípios, irei falar um pouco sobre a criatividade, e a sua associação a criação de oportunidades. Mais uma breve introdução que serve de reflexão e apoio para quem precisa e gosta de alguma orientação as suas actividade.

Então aqui vamos!!

A criatividade é aquele princípio que no meio do nada consegue gerar uma obra de arte. É o que faz do aparente impossível o mais simples dos problemas. Aliada a imaginação, ela é responsável pela transformação do pensamento abstracto em elementos concretos.
Um homem que detém a criatividade é capaz de mudar ou estimular a mudança no meio em que esteja inserido. A criatividade gera beleza e pode combinar o velho e o novo para trazer algo mais futurista.

Em momentos de angústia, pressão, crise, sofrimento ou desespero, a criatividade, por meio do improviso consegue criar as soluções mais brilhantes e revolucionárias por meio de ideias aparentemente desprezíveis para uma maioria. O homem criativo se evidencia em qualquer meio pois a sua curiosidade dá-lhe a sede de interessar-se e conhecer várias coisas, dentro e fora do seu domínio intelectual. 

A criatividade não passa a fome, sede e nem fica sem electricidade em casa. A criatividade é um princípio limpo e auto sustentável. Sobrevive no tempo e no espaço e aos mais difíceis climas. 


O homem criativo dá as pessoas ao seu redor a oportunidade de progredir e evoluir, propõe desafios e reconhece o potencial de cada um mesmo que as pessoas em questão desconhecem tais características em seu leque de habilidades. É um nato oportunista e aproveitador de situações. 

O termo aproveitador é associado muita das vezes a uma imagem negativa, mas neste contexto o aproveitador é basicamente aquele que aproveita o momento para criar oportunidades mediante a sua visão global e faro apurado para identificação de pontos fortes nas outras pessoas. O que fazem dele um bom líder e das outras pessoas melhores e úteis para a sociedade.

A criatividade é um computador com memória RAM inestimável, e seus feitos não têm limite nem no espaço e nem no tempo, nem tão pouco na imaginação humana. É a chave para o desenvolvimento em qualquer vertente.

Quem se julga criativo e nada faz para mudar o meio em que está inserido, irrelevante será o seu papel ou contributo diante da sociedade que lhe alberga.

Por: Emerson JC Lourenço AKA Daltton

Em: O Homem de princípios.
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue