terça-feira, 29 de setembro de 2015

O Diário das Profissões


Olá Pessoal,
Mais uma meta por cumprir...

E é com esta breve nota que trago para o público o meu pequeno diário de profissões, onde o objectivo e descrever o dia-a-dia de profissionais em diversas áreas de trabalho, bem como de forma simples falar da sua actividade em si.


Bem-vindos mais uma vez



Todos nós, independente do meio que estejamos inseridos, pela necessidade financeira, evolutiva ou simples curiosidade em encarar novos desafios, adquirimos por meio de formação ou auto aprendizagem, habilidades ou habilitações que nos permitam exercer funções relativas a um tipo de trabalho que com o tempo dão-nos o título de profissionais na área em questão.


O conjunto de profissões e os seus profissionais compõem a força motriz para o equilíbrio económico e social dentro de uma dada região. Garantem o fornecimento dos bens e a execução dos serviços de primeira necessidade. Daí a necessidade de independentemente do tipo de trabalho que cada um executa, valorizarmos cada trabalho e cada trabalhador pelo seu esforço e dedicação diária naquilo que é a garantia da satisfação das nossas necessidades.


As profissões dão-nos em questões numéricas e físicas o contributo de cada um indivíduo ou grupo de indivíduos dentro de uma sociedade. Identificam o quanto se produz e o que significa este índice de produtividade para o desenvolvimento de tal produtividade. Existem profissões de know how simples, cujo o seu exercício não exige certificações ou comprovativos de especialização. Por outro lado, certas profissões, pelo seu grau de perícia são praticadas apenas por indivíduos dotados de formações acompanhadas de comprovativos e licenças específicas que lhe permitam exercer tal função. 

Dentre todas as profissões existem as de grande destaque por se tratar de básicas e presentes em quase todo o lado como por exemplo: a classe de operários, professores, construtores, médicos, alfaiates, jardineiros e agricultores, soldados, domésticos entre outras que diariamente estão em contacto connosco e o seu trabalho e visto de forma directa.


Mas não deixam de ser importantes, aqueles que na sombra, agem no sentido de gerar grandes mudanças e materializar sonhos e ideias que se traduzem no pensamento da maioria. Profissionais como os arquitectos, economistas, administradores, embaixadores e todos aqueles que de forma pouco física e mais intelectual, empreendem esforços que geram grandes benefícios.


Mas tudo se torna possível quando as formigas, elefantes e todos os animais presentes na selva, desempenham o seu papel e com alguma harmonia garantem o equilibro dentro da mesma. 

Logo, cada um em função das suas habilidades e habilitações deve aceitar e valorizar a sua profissão e dentro dela procurar evoluir a cada dia e contribuir para o desenvolvimento desta Angola que muito precisa.


Por: Emerson JC Lourenço AKA Daltton


Em: O Diário das Profissões

Download gratuito no Dia 03 de Outubro de 2015




Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue