quinta-feira, 16 de julho de 2015

Equilíbrio da sociedade


Cada individuo ou membro de uma sociedade tem os seus afazeres, funções, hábitos, crenças... E cada clã, casta, povo, tem os seus hábitos, costumes e culturas, cabe a nós (indivíduos) aceitar e respeitar porque são as nossas diferenças!

A sociedade esta dividida por estatutos  e classes:

·        Classe alta;
·        Classe Media;
·        Classe Baixa.



Tal facto é o que define os ricos dos pobres e mantém a estabilidade social. Embora a igualdade e o equilíbrio económico deva ser promovido pelas entidades de direito não beneficiando os ricos e promovendo politicas que visam a aderência dos pobres a programas que ajudem os mesmos a melhorar a sua qualidade de vida, tendo acesso fácil aos bens serviços de primeira necessidade.

Uns têm as empresas e outros trabalham nela, mas, foi preciso uns humildes pedreiros para que se erguesse tal estrutura. Os que gerem, os que projectam, os que executam e os que usufruem, são todos elementos pertencentes a classes diferentes na maioria das vezes e por ironia do destino, este equilíbrio deve permanecer para que haja crescimento e desenvolvimento em uma sociedade.
Com quis dizer e mostrar que, embora gozamos de direitos iguais perante a lei, a dinâmica actual e desde os tempos mais remotos, obriga-nos a ser diferentes uns dos outros em alguns aspecto. 


“É a sociedade!”

O que não deve haver é a separação de raças ou a exclusão de pessoas pelo facto de pertencerem a classes mais baixas. Todos somos úteis em algum aspecto, e para que haja equilíbrio é necessário que haja a dependência de uns pelos outros. Um grande Património dirigido por chefes da primeira classe, não se sustenta e nem se mantém vivo se a força motriz que são os indivíduos da terceira classe ou da classe intermédia, não desempenharem os seus papéis.

Deus assim o quis! Não julgueis para que não sejas julgado, aceita o outro como ele é somos todas obras divinas e Deus é perfeito!
Ama o teu irmão como Deus ama a si, perdoe sempre o teu perdão pode ser muito para o errante, não tenhais magoas Deus não tem de ti.

Conselho para os chefes:


os funcionários de base são a manutenção da empresa, pois eles entram em contacto direito com a produção e deles depende a manufactura de qualidade em grande parte dos serviços. Respeite-os, capacite-os, reconheça os seus feitos e faça da sua organização ou sociedade um local em crescimento próspero.

Isso é a estabilidade social 😊


Por: Edna Lourenço


Edição e arranjos: Emerson JC Lourenço AKA Daltton
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue