segunda-feira, 3 de agosto de 2015

O Diário Feminino

Olá Pessoal, 



Estou de Volta.
Depois da Publicação do segundo livro, quero agradecer a todos os que tiveram o contacto com o mesmo, e com isto quero dar início ao terceiro livro da página em que a responsabilidade será atribuída a um grupo de mais de 20 senhoras que irão escrever de forma aleatória nos quatro Capítulos que compõem o Bloco de notas. está em aberto a participação de todas a senhoras que se sentirem capazes e com inspiração suficiente para motivar as outras com verdades.

Aqui vai a Primeira pedra!!



A mulher é aquele ser que foi criado por Deus, extraído de uma das costelas do homem para servir de companheira e complemento para as suas iniciativas e satisfação de variadas necessidades.


Nos dias de hoje e melhor do que há alguns anos, a imagem da mulher é tida como um ser muito inferior em relação ao homem, e sobrevalorizada em muitos critérios. Desde os desportos, os trabalhos de grande envergadura, a os grandes cargos de chefia, até mesmo a propriedade intelectual atribuída a comunidade de cientistas e génios que vigoram a história da humanidade.

Com as revoluções que ocorreram no século passado, e com a luta das mulheres no âmbito de obter a igualdade de direitos em relação aos homens, buscando uma maior e melhor inclusão na sociedade em diversos sectores, tal quadro tem melhorado muito e hoje em dia já há mulheres a jogar futebol, basketbol, dirigindo grandes organizações e até mesmo como presidentes de alguns países como o Brasil e a Alemanha.

No nosso país,  tal efeito já se demonstra mais notório pelo facto de muitos cargos ministeriais e governamentais serem entregues a algumas senhoras.

O que chega a ser bom, pois contribui para o equilibro dentro de uma sociedade, melhora os ambientes de trabalho e de certa forma introduz o conceito de diversificação e igualdade de género.


E com esta breve reflexão quero apenas despertar as nossas mulheres da geração digital, as novinhas e todas outras que se consideram jovens ou adolescentes, decentes ou indecentes, sobre os desafios que lhes esperam mais adiante das suas formações e formação dentro da sociedade.

Serão capazes de disputar por Grandes empregos ou cargos a nível das organizações e ao mesmo tempo disponibilizar o tempo suficiente para ser uma boa mulher para o marido e em conjunto com ele educarem os seus filhos?

Terão astúcia o suficiente para se impor na sociedade e de certa forma influenciar a mudança como Eva influenciou Adão a comer do fruto proibido?

Irão limitar-se ao conformismo e a submissão ou serão aquelas que ajudarão os seus esposos na gestão do lar?

Que mulheres pretendem ser?

Basicamente, com estas questões, podem observar o desafio e o peso que recai sobre o corpo e a consciência das nossas senhoras.

Para todas as jovens e adolescentes desejo uma luta saudável, astuta e com elevado grau de responsabilidade, aproveitando todas as oportunidade e valorizando o seu corpo e imagem como protecção da integridade.

O desafio está lançado

POr: Emerson JC Lourenço AKA Daltton
Em: O diário Feminino (01/09/2015)
Enviar um comentário

Pesquisar neste blogue